Compartilhado

Lu Vitti

Lu Vitti

Paulista, Nascida em Ribeirão Preto, Lu Vitti é Atriz, Compositora, professora, intérprete e Cantora!!!!

Iniciou sua carreira artística cursando Artes Cênicas na Faculdade Barão de Mauá em Ribeirão Preto.

 Trabalhou durante 15 anos em espetáculos teatrais e musicais, com renomados diretores do teatro brasileiro como:

 

 

 

 

 

José Celso Martinez Corrêa                                       Roberto Vignati                                            Hélio Cícero

 

Lu Vitti tem como marca registrada a total entrega em suas interpretações e muita atitude nas performances, levando a força do seu canto para diversas partes do Brasil, além de ter se apresentado em festivais na Europa.

 Realizou vários shows com grandes nomes da música instrumental, entre eles: 

Bocato Rubem Farias Filó Machado
José Neto Marco da Costa  Entre outros

  Lu Vitti, vem de uma família de músicos, e sua maior influência foi seu avô, Dércio Ferezin.

Em 2001, veio para São Paulo em busca da carreira artística e no Café Piu Piu, tirava o chope esperando o momento maravilhoso de ir cantar”

 

 

 

 

 

 

 

Em 2011, você mostrou sua versatilidade ao integrar a “Banda Eletrônica Synthetic Soul”!

Integrou a Big Band Soul com seu padrinho musical “Bocato”.

 

Em 2013 você prestou um Tributo a AMy Winehouse!

Também em 2013, junto com o músico Bruno Valim, realizou um projeto em homenagem ao eterno e maravilhoso, Raul Seixas, que completava 24 anos de sua morte, onde relembrou as músicas românticas do roqueiro.

 

2014! uma das parcerias que fez com Rubem Farias é o projeto “Preto no Branco”

 

 

Com esse projeto foram para Amsterdan, onde fizeram dois shows em festivais.

 

 

Em 2016, com produção do grande Rubem Farias, você lançou seu Primeiro CD “LU Vitti”.

O Show de lançamento foi realizado no SESC Pompeia, e contou com a ilustre participação da grande Ângela Ro Ro!

Nesse lindo trabalho, um destaque é a faixa “Luciane”, escrita pelo amigo e  poeta de seu avô, Wilson Gomes, que ao pega-la no colo quando tinha 1 aninho, se emocionou e fez o poema que foi musicada e interpretada pelo seu avô Dércio Ferezin, que foi cantor da época de ouro do rádio.

 

 

 

 

 

 

 

Sua brilhante trajetória como cantora e intérprete, lhe deu bagagem e conhecimento para atualmente também ministrar aulas de canto e interpretação na EM&T, na Ordem dos músicos do Brasil e no espaço Cultural Casa do Cigano.

 

 

Mídias Sociais:

 

Deixe um comentário